Home » , , » ‘Moscou’, de Eduardo Coutinho, é o destaque da semana no Canal Curta!

‘Moscou’, de Eduardo Coutinho, é o destaque da semana no Canal Curta!


Na Terça das Artes, dia 9, o Curta! exibe “Moscou”, filme do cineasta Eduardo Coutinho, que acompanha o Grupo Galpão, durante ensaios da peça “As Três Irmãs”, de Tchekhov.  Por três semanas, Coutinho registrou os atores que só tiveram acesso ao seu texto no primeiro dia de filmagem. O longa-metragem é composto por fragmentos dos workshops, improvisações e ensaios da peça dirigida por Enrique Diaz, que nunca foi para os palcos. "As Três Irmãs" conta a história de Olga, Macha e Irina que, sem perspectivas com a vida levada na província, sonham em voltar para Moscou. É um drama sobre pessoas comuns, que vivem presas a um passado idealizado e a um futuro improvável, sem a capacidade de viver o presente.

Na segunda-feira de Carnaval, 8, a atração da Segunda da Música é “Coração do Samba”, documentário que invade os bastidores da bateria da Mangueira. Com narração de Elmo dos Santos, filho do fundador da bateria da escola, o filme desvenda toda a musicalidade e paixão que ronda esse universo.

A série “Filmes Que Marcaram Época”, nesta semana, traz os bastidores do longa "Os Inseparáveis", que narra a história de três cinquentões passando pela crise da meia-idade. O episódio mostra o contexto político do lançamento do filme - a campanha presidencial de 1974 na França - e a paixão do diretor Claude Sautet por relações sociais, retratando por meio de seus personagens a falência profissional, a separação no casamento e a traição de jovens ideais. A atração vai ao ar na Quarta de Cinema, dia 10.

Ainda na quarta, o “A Vida é Curta!” apresenta o tema Quarta-Feira de Cinzas com “No Balanço de Kelly”,que analisa a carreira do autor da "Cabeleira do Zezé", João Roberto Kelly; “No Tempo de Miltinho”, sobre um dos maiores intérpretes de samba no Brasil com depoimentos de Elza Soares, Zeca Pagodinho e Pery Ribeiro;“Carnaval Inesquecível”, que narra as alucinações carnavalescas vividas pela personagem de Hermila Guedes.

A Quinta do Pensamento, 11, exibe “Luis Sepúlveda – O Escritor do Fim do Mundo”, que conta a vida do escritor e ativista político chileno. O filme aborda a obra que o tornou conhecido internacionalmente - “O Velho Que Lia Romances” - e traz à tona as características de seu trabalho, como o engajamento político e econômico, que o levou à prisão durante a ditadura de Pinochet.

O docudrama “Não me esqueça” vai ao ar na Sexta da Sociedade, dia 12 de fevereiro. Dirigido por David Sieveking, o filme retrata a rotina de cuidados do diretor com a mãe Gretel, que sofre de Alzheimer. Como uma crônica familiar, o longa deixa a doença de lado e dá ênfase ao afeto entre os personagens.

SEGUNDA DA MÚSICA
Coração do Samba (documentário)
Um passeio pelos bastidores da bateria de uma escola de samba, orquestra que rege um dos maiores espetáculos do mundo. Centrado na bateria da Mangueira e narrado por Elmo dos Santos, filho do fundador da bateria da escola, o documentário se debruça sobre um exuberante universo de musicalidade e de paixão pela percussão. 
Diretor: Theresa Jessouron
Duração: 72 min. Ano: 2011
Exibição: 8 de fevereiro, segunda-feira, às 22h30m
Horários alternativos: Dia 9 de fevereiro, terça-feira, às 2h30m e às 16h30m; Dia 10 de fevereiro, quarta-feira, às 10h30m e Dia 6 de fevereiro, sábado, às 12h
Classificação: Livre


TERÇA DAS ARTES
Moscou (documentário)
Em Moscou, Eduardo Coutinho acompanha o Grupo Galpão, dirigido por Enrique Diaz, durante os ensaios da peça As Três Irmãs, de Tchekhov. Ao propor a ideia ao Galpão - os atores só saberiam qual o texto no primeiro dia de filmagem -, Coutinho deixou claro que o interesse maior era a experiência do processo e não o resultado final. O filme é composto de fragmentos dos workshops, improvisações e ensaios de uma peça que não teve e nem teria estreia. A peça "As Três Irmãs" conta a história de Olga, Macha e Irina que, sem perspectivas com a vida levada na província, sonham em voltar para Moscou. É um drama sobre pessoas comuns, que vivem presas a um passado idealizado e a um futuro improvável, sem a capacidade de viver o presente.
Diretor: Eduardo Coutinho
Duração: 77 min. Ano: 2009
Exibição: 9 de fevereiro, terça-feira, às 22h30m
Horários alternativos: Dia 10 de fevereiro, quarta-feira, às 2h30m e às 16h30m; Dia 11 de fevereiro, quinta-feira, às 10h30m e dia 13 de fevereiro, sábado, 22h30m
Classificação: Livre

QUARTA DE CINEMA
A “Vida é Curta!” dessa semana continua comemorando o Carnaval e traz como tema a Quarta Feira de Cinzas
Nesta semana, o Curta! segue embalo do Carnaval e exibe curtas com o tema da quarta de cinzas: No Balanço de Kelly, No Tempo de Miltinho e Carnaval Inesquecível. Em “No Balanço de Kelly”, a carreira do compositor João Roberto Kelly, autor de marchinhas inesquecíveis como “Cabeleira do Zezé” e “Mulata Bossa Nova”, é revisitada em uma homenagem à história do Carnaval. Já “No Tempo de Miltinho” traz a história do “Rei do Ritmo” por meio de entrevistas, apresentações musicais e imagens de arquivo. “Carnaval Inesquecível” narra as alucinações carnavalescas vividas pela personagem de Hermila Guedes.
Exibição: 10 de fevereiro, quarta-feira, às 20h
Horários alternativos: Dia 11 de fevereiro, quinta-feira, às 0h e às 14h/ Dia 12 de fevereiro, sexta-feira, às 8h e Dia 13 de fevereiro, domingo, às 6h
Classificação: Livre

Filmes que Marcaram Época: Os Inseparáveis (série)
Os bastidores de "Os Inseparáveis", de Claude Sautet. Falência profissional, separação no casamento, traição de jovens ideais, bloqueio de escritor: cada um a seu modo, três inseparáveis cinquentões (um pequeno empresário, um médico e um escritor) enfrentam a crise da meia-idade neste longa. Claude Sautet tinha paixão por relações sociais e, neste filme, ele retratou ternamente sua sociedade de classe média, como se estivesse por trás de um vidro de aquário. O longa foi filmado durante a campanha presidencial de 1974, que levou à eleição de Valéry Giscard d´Estaing. Todos os aspectos políticos, sociais e econômicos se apresentam no filme como um rio subterrâneo: partindo do fim de uma expansão ininterrupta de 30 anos, passando pelo começo de reorganizações industriais e do choque do petróleo, até o surgimento das demandas feministas.
Diretor: Aurélio Michiles
Duração: 98 min     Ano: 2014
Exibição: 10 de fevereiro, quarta-feira, às 21h
Horários alternativos: Dia 11 de fevereiro, quinta-feira, às 1h e às 15h/ Dia 12 de fevereiro, sexta-feira, às 9h e Dia 14 de fevereiro, domingo, às 16h30M
Classificação: 12 anos

QUINTA DO PENSAMENTO
Luis Sepúlveda – O Escritor do Fim do Mundo (documentário)
Este retrato de Luis Sepúlveda é um mergulho na América Latina, em um cenário de amizades masculinas e viagens coloridas, da Amazônia à Patagônia, e da Alemanha à Andalusia. O escritor chileno Luis Sepúlveda nasceu em 1949 e ganhou fama internacional com seu primeiro romance, "O Velho que Lia Romances de Amor", que foi traduzido para 35 línguas e adaptado para o cinema em 2001. A obra de Sepúlveda, fortemente marcada por engajamento político e econômico, assim como pela repressão ditatorial dos anos 70, mistura o amor por viagens com um interesse por populações indígenas. Um escritor viajante, sua atuação como ativista sempre esteve ligada às suas viagens e sua vida amorosa. Algumas vezes, isso o levou a desilusões e autoironia. Sua vida mudou drasticamente no dia 11 de setembro de 1973, quando o General Pinochet chegou ao poder através de um golpe de estado e quando o presidente Salvador Allende tirou sua própria vida. Enquanto um militante de esquerda, Sepúlveda ficou preso por dois anos. Depois disso, ele vagou pela América do Sul por anos, antes de se exilar em Hamburgo, onde viveu por 14 anos. Hoje ele vive em Gijón, no norte da Espanha, onde parece ter se estabelecido de uma vez por todas. Mas quem pode afirmar isso?
Diretor: Sylvie Deleule
Duração: 52 min. Ano: 2011 
Exibição: 11 de fevereiro, quinta-feira, às 23h
Horários alternativos: Dia 12 de fevereiro, sexta-feira, às 3h e às 17h; Dia 13 de fevereiro, sábado, às 10h45 e Dia 14 de fevereiro, domingo, às 4h30
Classificação: Livre

SEXTA DA SOCIEDADE
Não Me Esqueça (documentário)
O diretor David Sieveking retrata a rotina de cuidados diários de sua mãe Gretel que, como milhões de outras pessoas, sofre de Alzheimer. Os pais de David foram ativistas no movimento estudantil da década de 1960 e sempre tiveram uma "relação aberta" com seu filho, agora testada de forma dramática por causa da doença da mãe. Com humor e sinceridade, a crônica familiar de David Sieveking é caracterizada pelo afeto amoroso, onde seres humanos são o centro da história e não a doença.
Diretor: David Sieveking
Duração: 88 min. Ano: 2012
Exibição: 12 de fevereiro, sexta-feira, às 22h
Horários alternativos: Dia 13 de fevereiro, sábado, às 2h30m; Dia 15 de janeiro, segunda-feira, às 15h30 e Dia 16 de fevereiro, terça-feira, às 9h30m
Classificação: Livre

Sobre o Curta!
Dedicado às artes, cultura e humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores independentes. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, os principais segmentos temáticos da programação são música, dança, teatro, artes visuais, meta-cinema, filosofia, literatura, história-política e sociedade.
O Curta! pode ser visto nos canais 56 da NET, 83 na GVT, 75 na Oi TV, 103 na Vivo TV e 69 na Claro TV. Siga as redes do canal nos endereços: www.facebook.com/CanalCurta, twitter.com/CanalCurta ewww.youtube.com/user/canalcurta. 


FONTE: Agência Febre/ Claudia Rodrigues.


Share this article :
 
Copyright © 2015. antigo.Cinesom. Jornalista Responsável: Elisabete Estumano Freire.