Home » , , , , , , , » CONFIRA A SEMANA DE FILMES DA TV BRASIL (26 a 29 de Maio)

CONFIRA A SEMANA DE FILMES DA TV BRASIL (26 a 29 de Maio)

O premiado “Os Pobres Diabos”, de Rosemberg Cariry, com Chico Diaz e Silvia Buarque, é um dos destaques da programação.

Na quinta (26), às 19h30, vai ao ar o documentário "Padilha, uma vida olímpica".

No próximo sábado (28), às 15h, a emissora exibe o filme "Maria Lenk - a essência do espírito Olímpico", sobre a saudosa e premiada nadadora. À noite, às 23h, a atração é o premiado filme brasileiro "Os Pobres Diabos". Em seguida, à 1h para domingo (29), entra na grade o documentário argentino "Os Olhos da América", sobre a relação entre América Scarfó e o anarquista Severino Di GiovanniLogo depois, às 2h, é apresentado o documentário nacional "Paraíso Utópico", sobre Stefan Zweig, com direção de Ricardo Miranda.

Por fim, no domingo (29), à 1h30 para segunda-feira (30), a emissora exibe o longa brasileiro "No Meio da Rua", comFlávia Alessandra, Tarcísio Filho e Leandro Hassum.
___________________________________________________________________

Filmes da TV Brasil 26 a 29 de maio de 2016


Quinta-feira, 26 de maio

Padilha, uma vida olímpica
19h30, na TV Brasil

Ano: 2014. Gênero: documentário. Direção: Marcelo Muller.

O documentário exalta a trajetória de Sylvio Padilha que dedicou sua vida ao olim­pismo no Brasil. Como atleta, ele foi a maior esperança do país nos anos 1930, che­gando à final olímpica dos 400 metros com barreiras nos Jogos de Berlim, 1936. Foi a primeira vez que um brasileiro se classificou para a final de uma prova olímpica de atletismo. Ele obteve a quinta colocação.

Apaixo­nado pelo esporte, o trabalho de Padilha como di­rigente esportivo foi tão marcante quanto a enorme coleção de troféus e medalhas conquistadas por ele dentro das pistas.

Em mais de 50 anos dedicados ao esporte, Padilha marcou seu tempo e pavimentou o futuro de um país olímpico.

Reprise. 26 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 19h30


Sábado, 28 de maio

Maria Lenk – a essência do espírito Olímpico
15h00, na TV Brasil

Ano: 2012. Gênero: documentário. Direção: Iberê Carvalho.

Primeira mulher sul-americana a competir em Jogos Olímpicos, a nadadora paulista Maria Lenk realizou o feito na competição de Los Angeles em 1932. Para custear a viagem, a nadadora e os outros 68 atletas da equipe brasileira venderam café no porão do navio que os levaram até a cidade americana.

Maria Lenk jamais conquistou uma medalha, porém foi a responsável pela introdução do nado borboleta nos Jogos Olímpicos de Berlim quatro anos depois em 1936. Em sua carreira, foi a primeira nadadora brasileira a estabelecer um recorde mundial e conquistou inúmeros títulos relevantes.

Dirigido por Iberê Carvalho, o documentário “Maria Lenk – a essência do espírito Olímpico” narra a trajetória da atleta. Com depoimentos inéditos de Maria Lenk, a produção resgata episódios marcantes da biografia da nadadora que faleceu de parada cardíaca enquanto nadava na piscina do Parque Aquático do Flamengo, em 2007, aos 92 anos.

Reprise. 26 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 15h00




Sábado, 28 de maio (madrugada de sábado para domingo)

Os Pobres Diabos
23h00, na TV Brasil

Ano: 2013. Gênero: drama. Direção: Rosemberg Cariry, com Chico Diaz, Sílvia Buarque, Everaldo Pontes, Gero Camilo, Zezita Matos, Sâmia Bittencourt, Nanego Lira, Georgina de Castro, Reginaldo Batista Ferro, Letícia Sousa Perna, Sávio Ygor Ramos.

O “Gran Circo Teatro Americano” perambula pelo sertão nordestino até chegar à cidade de Aracati, onde monta uma peça teatral sobre a crise no inferno. No cotidiano do circo, acontecem aventuras, nas quais os personagens agem ao modo picaresco dos anti-heróis da literatura de cordel e do romanceiro popular. As dificuldades se acumulam, mas a arte ajuda a superar desventuras e tragédias. O espetáculo não pode parar.

A trama rocambolesca, inspirada na literatura de cordel, mostra a chegada do bandido Lamparina no inferno e a participação de Lúcifer no capitalismo internacional. Nos bastidores, amores e tragédias movimentam a vida da trupe.

Dirigido por Rosemberg Cariry, o drama “Os Pobres Diabos” tem no elenco Chico Diaz, Sílvia Buarque e Gero Camilo. O filme conquistou o Prêmio TV Brasil de Exibição no 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro em 2013. No mesmo evento, ganhou o prêmio do juri popular de melhor longa-metragem.

Reprise. 98min.
Classificação indicativa: 12 anos
Horário: 23h00


Sábado, 28 de maio (madrugada de sábado para domingo)

Os Olhos da América
01h00, na TV Brasil

Título original: Los ojos de América. País de origem: Argentina. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Daiana Rosenfeld.

América Scarfó protagonizou uma das histórias de amor mais apaixonadas e polêmicas da história argentina. Aos catorze anos, ela conheceu Severino Di Giovanni, de 27 anos, e rapidamente nasceu o amor.

Severino foi uma das figuras mais importantes do anarquismo rioplatense, movimento que deixou rastros indeléveis na militância do país. A relação se baseou em encontros clandestinos, visitas fugazes e cartas de amor idealistas, e se interrompeu com o fuzilamento de Di Giovanni, nas mãos da primeira ditadura militar, em 1931. Assim também morreu uma parte da América.

Dirigido por Daiana Rosengeld, o documentário resgata, a partir das correspondências, arquivos fotográficos e recreações, a visão de uma jovem revolucionária que, apesar de ter permanecido no anonimato, ajudou a lançar as bases do anarcofeminismo.

Reprise. 52 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 01h00


Sábado, 28 de maio (madrugada de sábado para domingo)

Paraíso Utópico - Stefan Zweig
02h00, na TV Brasil

Ano: 2012. Gênero: documentário. Direção: Ricardo Miranda. Produção: TV Brasil

Produzido pela TV Brasil a partir do livro Brasil, um país do futuro, o documentário “Paraíso Utópico” mostra vida e obra de Stefan Zweig, um dos escritores europeus mais importantes do século XX.

Em viagem à Argentina, em 1936, Zweig faz escala de oito dias no Brasil. Fica encantado com as belezas do país, especialmente com o Rio de Janeiro.

A viagem é toda anotada em um diário, no qual descreve sua impressão sobre cada lugar visitado. Durante sua estadia, nasce a promessa de escrever um livro sobre o país. A obra narra sua visão sobre as maravilhas do Brasil, presentes em algumas cidades, com Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Ouro Preto, Mariana, Congonhas do Campo, Salvador, Recife, Olinda e Belém.

O documentário é conduzido por entrevistas, realizadas com o jornalista Alberto Dines, o psicanalista Paulo Blank, a tradutora Kristina Michaelles, a professora de história da USP, Karen Lisboa, o professor de cinema da UFF, Tunico Amâncio e o romancista Deonísio Silva.

Além das entrevistas, imagens de arquivo, trechos de filme e um grupo de teatro também conduzem o documentário. E, pouco a pouco, revelam a utopia de um humanista, refugiado de guerra, que acreditava ser o Brasil o lugar perfeito para se viver. Paradoxalmente, é o país onde Zweig decide dar fim à própria vida, após um pacto de morte selado com a esposa na cidade de Petrópolis, durante o carnaval de 1942.

Com direção de Ricardo Miranda, o documentário “Paraíso Utópico” tem narração de Helena Ignez. A proposta do filme é apresentar o Brasil do ponto de vista do olhar estrangeiro de Stefan Zweig, a partir de sua experiência de vida.

Reprise. 52 min.
Classificação Indicativa: Livre.
Horário: 02h00


Domingo, 29 de maio (madrugada de domingo para segunda-feira)

No Meio da Rua
01h30, na TV Brasil

Ano: 2005. Gênero: infantil. Direção: Antonio Carlos da Fontoura, com Flávia Alessandra, Tarcísio Filho, Leandro Hassum, Guilherme Vieira, Clesay Delfino, Maria Mariana Monnerati.

Leonardo é um garoto de 11 anos de família de classe média alta, que tem vários tipos de aula e carro com motorista. A caminho da escola, enquanto seu carro aguarda em um sinal de trânsito, ele conhece Kiko, um garoto de sua idade que faz malabarismos na rua para ganhar alguns trocados.

Logo os dois se tornam amigos, o que faz com que Leonardo empreste seu Game Boy para Kiko. Este ato faz com que Leonardo receba uma bronca de sua mãe, Márcia, que não vê com bons olhos esta amizade. Decidido a recuperar o videogame, Leonardo falta uma aula para encontrar Kiko.

Porém Kiko lhe diz que não está mais com o jogo, que foi pego por dois olheiros que trabalham para o traficante Baratão. É quando os dois amigos decidem subir o morro para recuperar o Game Boy a todo custo.

Dirigido por Antonio Carlos da Fontoura, o infantil “No Meio da Rua” tem no elenco Flávia Alessandra, Tarcísio Filho e Leandro Hassum.

O filme conquistou o Prêmio Especial do Júri Gilberto Freyre no Cine PE Festival do Audiovisual do Recife. O longa também foi considerado o Melhor Filme pelo Júri Infantil no Festival Internacional para a Infância e Juventude de Madri e o Melhor filme para a Juventude pelo Juri adolescente no Festival Internacional Schlingel de Chemnitz (Alemanha). A produção ainda foi reconhecida como o Melhor Filme infantil no Festival Internacional Cineport da Lingua Portuguesa de João Pessoa.

Reprise. 81 min.
Classificação Indicativa: 10 anos
Horário: 01h30
__________________________________________________

Fonte: Fernando Chaves
Coordenador de Comunicação
Gerência de Comunicação
Empresa Brasil de Comunicação|TV Brasil
Share this article :
 
Copyright © 2015. antigo.Cinesom. Jornalista Responsável: Elisabete Estumano Freire.