Home » , , , » Documentários são os destaques da programação da TV BRASIL (16 a 22 de Maio )

Documentários são os destaques da programação da TV BRASIL (16 a 22 de Maio )

TV Brasil homenageia o saudoso cineasta Eduardo Coutinho com a exibição do documentário "Coutinho.doc - Apartamento 608", de Beth Formaggini.

Na madrugada da segunda-feira (16), à 1h30, o documentário "O Rei do Samba" traça um panorama sobre a vida e a obra sobre o compositor Geraldo Pereira.

No próximo sábado (21), às 15h, a emissora apresenta a produção "A Luta Continua – um documentário em 12 rounds" que mostra a história olímpica do boxeador Servílio de Oliveira. À noite, às 23h, a atração é o drama "Curitiba Zero Grau", estrelado por Jackson AntunesEm seguida, à 1h, vai ao ar o documentário venezuelano "Conquistando o Forte". Logo depois, às 2h, a TV Brasil homenageia o saudoso cineasta Eduardo Coutinho com o documentário "Coutinho.doc - Apartamento 608", de Beth Formaggini.

Já no domingo (22), às 17h, Amácio Mazzaropi entra em cena na comédia "Um Caipira em Bariloche". Na madrugada para segunda-feira (23), à 1h30, o destaque é a comédia dramática "Eu não faço a menor ideia do que eu tô fazendo com a minha vida" que tem no elenco Clarice Falcão, Rodrigo Pandolfo, Nelson Freitas, Bianca Byington e grandes nomes da dramaturgia nacional.
______________________________________________________

Filmes da TV Brasil 16 a 22 de maio de 2016

Segunda, 16 de maio (madrugada de domingo para segunda-feira)
O Rei do Samba
01h30, na TV Brasil
Ano: 1999. Gênero: documentário. Direção: José Sette, com Gerson Rosa e Rosana Silva.

O documentário musical traça um panorama sobre a vida e a obra do compositor Geraldo Theodoro Pereira.

Com direção, roteiro e produção de José Sette, o filme resgata a trajetória de um dos maiores compositores do Brasil. Como tantos artistas nacionais, a obra de Geraldo Pereira é bem mais conhecida do que o próprio autor. São dele clássicos como “Falsa Baiana”, “Sem Compromisso”, “Escurinho”, “Acertei no Milhar” e “Bolinha de Papel”.

Mineiro de Juiz de Fora, o sambista tinha origem bastante humilde quando decidiu deixar Minas Gerais para morar no Morro da Mangueira, no Rio de Janeiro. A exemplo de ícones do samba como Cartola, Nelson Cavaquinho, Nelson Sargento, seus companheiros de rodadas de samba, Geraldo Pereira ganhou a admiração de gigantes da música brasileira como Chico Buarque, João Gilberto, Ciro Nogueira, Moreira da Silva e Zeca Pagodinho. Os artistas se encantavam com o estilo de samba sincopado e melodias sofisticadas.

Boêmio e com uma vida desregrada, Geraldo Pereira faleceu jovem, em 1955, aos 37 anos, após uma briga com o lendário malandro da Lapa “Madame Satã”, o que levantou especulações de que essa teria sido a causa da sua morte.

Reprise. 80 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 01h30


Sábado, 21 de maio

A Luta Continua – um documentário em 12 rounds
15h00, na TV Brasil
Ano: 2012. Gênero: documentário. Direção: Renata Sette Aguilar.

O Brasil conquistou sua primeira medalha olímpica no boxe em 1968. O autor da façanha foi o pugilista Servílio de Oliveira, ganhador do bronze. A produção traça um panorama sobre a trajetória do boxeador que traz um discurso repleto de jabbings e esquivas.

Organizado em 12 minicapítulos, como os 12 rounds de uma luta, o documentário apresenta vida própria em cada parte, com começo, meio e fim. Essas sessões contam uma história, um conflito, uma solução, uma vitória ou uma derrota. O boxe imita a vida e a produção dirigida por Renata Sette Aguilar imita o boxe.

O filme “A Luta Continua – um documentário em 12 rounds” procura desvendar o homem por trás da medalha e mostrar toda a sua emocionante saga para disputar os Jogos Olímpicos do México. O documentário entrevista personalidades do esporte como o ex-boxeador Éder Jofre.

Reprise. 26 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 15h00


Sábado, 21 de maio

Curitiba Zero Grau
23h00, na TV Brasil
Ano: 2010. Gênero: drama. Direção: Elói Pires Ferreira, com Jackson Antunes; Katia Drummond; Rodrigo Ferrarini; Camila Hubner; Diego Kozievitch; Enéas Lour; Stephanie Mattanó; Olga Nenevê.

Na semana mais fria de um inverno curitibano, os dramas de quatro homens se cruzam: um vendedor de automóveis, um catador de papeis, um motoboy e um motorista de ônibus.

Cada um a seu modo traça um novo perfil do povo da capital paranaense que vem se modificando com o inchaço da cidade e com os desafios pela sobrevivência na cidade onde o frio dita o comportamento das pessoas.

Dirigido por Elói Pires Ferreira e estrelado por Jackson Antunes, o drama “Curitiba Zero Grau” conquistou o Prêmio do Público no CINESUL - Festival Latino-Americano de Cinema e Vídeo.

Inédito. 105 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 23h00


Sábado, 21 de maio (madrugada de sábado para domingo)

Conquistando o Forte
01h00, na TV Brasil
Título original: Conquistando el Fuerte. País de origem: Venezuela. Ano de estreia: 2014. Gênero: documentário. Direção: Charles Martínez.

"Conquistando o Forte" retrata a vida de Moisés (12), Antoni (12), Luís (13) e Chito (13), várias crianças "conta-histórias" que ganham a vida relatando a história em prosa do vilarejo Juan Griego, em troca de uma gorjeta, às dezenas de pessoas que visitam o pequeno Forte da Galera na Ilha de Margarita, Venezuela.
Todos os dias os garotos disputam, entre jogos, brincadeiras e uma ou outra luta com outros meninos do povoado, a oportunidade de poder contar "a história" aos turistas que sobem a colina para desfrutar da vista da baía, sobretudo quando o sol se esconde no mar do Caribe.

Eles devem ser astutos já que há outros "conta-histórias" maiores que há muito tempo deixaram a escola, mostram problemas de conduta e tentam todos os dias enfrentá-los e tirar-lhes o dinheiro.

Inédito. 52 min.
Classificação Indicativa: 18 anos
Horário: 01h00


Sábado, 21 de maio (madrugada de sábado para domingo)

Coutinho.doc - Apartamento 608
02h00, na TV Brasil
Ano: 2009. Gênero: documentário. Direção: Beth Formaggini.

O documentário acompanha o processo de criação do cineasta Eduardo Coutinho e revela desde a fase da pesquisa até o fim das filmagens do marcante filme "Edifício Master" (2002). Com uma equipe de cinema, o documentarista registrou o cotidiano do prédio, formado por 276 apartamentos conjugados.

O longa “Coutinho.doc - Apartamento 608” apresenta os bastidores desta produção do saudoso diretor. Desanimado com os personagens, Eduardo Coutinho chegou a cogitar não rodar o título ao receber os primeiros resultados da observação.

Com o cigarro a postos e um ar fatigado, ele questionava o interesse que os depoimentos poderiam suscitar na plateia. Convencido pela equipe, ele decidiu levar o projeto adiante. O documentário de Beth Formaggini constrói e desconstrói Eduardo Coutinho e todo o seu processo de produção. A obra revela elementos do diretor e de sua direção ao ressignificar o próprio olhar dele sobre “Edifício Master” e algumas das entrevistas.

No decorrer das gravações, alguém da produções sugere que Coutinho faça algo diferente, com atores. O cineasta concorda e, anos depois, realiza “Jogo de Cena” (2007) e “Moscou” (2009).

Diretora, roteirista e produtora mineira, Beth Formaggini trabalhou com Eduardo Coutinho nos filmes “Babilônia 2000” (2000), “Edifício Master” (2002) e “Peões” (2004).

Reprise. 51 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 02h00


Domingo, 22 de maio

Um Caipira em Bariloche
17h00, na TV Brasil
Ano de estreia: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone.

Polidoro, um fazendeiro ingênuo cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para a plateia. O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

Reprise. 100 min.
Classificação indicativa: Livre
Horário: 17h00


Domingo, 22 de maio (madrugada de domingo para segunda-feira)

Eu não faço a menor ideia do que eu tô fazendo com a minha vida
01h30, na TV Brasil
Ano: 2011. Gênero: comédia dramática. Direção: Matheus Souza, com Clarice Falcão, Rodrigo Pandolfo, Nelson Freitas, Bianca Byington, Leandro Hassum, Alexandre Nero, Daniel Filho, Kiko Mascarenhas.

Clara não faz a menor ideia do que está fazendo com a sua vida. Escolheu fazer medicina na faculdade pelo simples fato de que toda a sua família é formada por médicos respeitados. Não era o que queria, mas também não sabe se existe alguma profissão específica com a qual realmente se identifique.

A moça começa então a matar aulas sem contar para os pais ou para o namorado. Inicia uma vida paralela durante as manhãs, na qual acaba conhecendo um jovem rapaz que a incentiva a fazer experiências práticas para descobrir, do jeito dela, do que realmente gosta e qual é o seu talento.

Com direção de Matheus Souza, a comédia dramática foi bem recebida pelo público e levou o prêmio do Júri Popular no Festival do Rio e na Mostra de Cinema de São Paulo.

Reprise. 82 min.
Classificação Indicativa: 12 anos
Horário: 01h30
__________________________________________________________

Fernando Chaves
Coordenador de Comunicação

Gerência de Comunicação
Empresa Brasil de Comunicação|TV Brasil

Share this article :
 
Copyright © 2015. antigo.Cinesom. Jornalista Responsável: Elisabete Estumano Freire.