Home » , , » Festival Atos de Fala acontece de 13 a 22 de maio no Oi FUTURO IPANEMA e Museu de Arte do Rio

Festival Atos de Fala acontece de 13 a 22 de maio no Oi FUTURO IPANEMA e Museu de Arte do Rio


Evento apresenta palestras-intervenções, videos-ensaios, esculturas-arquivos e espetáculo internacional inédito

Em sua terceira edição, o Festival Atos de Fala, que acontece no Oi Futuro Ipanema, no MAR – Museu de Arte do Rio, investiga o mote  “Volta à Futuridade”. Os curadores Cristina Becker e Felipe Ribeiro convidaram artistas brasileiros e internacionais para especular nossas perspectivas de futuro em plataformas diversas. 

No MAR, será apresentado o espetáculo inédito Supernatural, uma produção suíça dos artistas Simone Aughterlony, Antonija Livingstone & Hahn Rowe. Eles encenam um inquérito sobre a ecologia política das coisas e as percepções de gênero. Seria este movimento uma pesquisa ou uma divertida prática de pós-pornô? Seja o que for, traz corpos e companheiros materiais em uma conversa para compreender que não há nenhuma diferença entre ser excitado, ser excitante e ser excitado com”, provocam os artistas.

No Oi Futuro Ipanema, a Galeria 1 será ocupada pelo video-ensaio Vida-Veste-Ruídos, criado especialmente para o Atos de Fala por Flávia Naves e Sebastian Wiedemann, e pela instalação sonora A Conversa InfinitaSala Escura, de Alexandre Veras. Já a Galeria 2 receberá as palestras-intervençõesGentileza de um Gigante - viagem a uma planície enrugada, de Gustavo Ciríaco, Jogo de Varetas, um Livro de Guerra, de Manoel Ricardo, eEctoplasma, de Luísa Nóbrega. Após cada palestra-intervenção, o artista cria uma escultura-arquivo que ocupa e compõe a galeria a partir do dia 15 e vai se transformando até o último dia do festival.

O festival terá também uma noite especial no clube social Turma Oka mais antiga casa LGBT em atividade do mundo, criada em 1961, na Lapa, com uma performance da diva Sharon Shisnayder.

Atos de Fala é um festival pioneiro animado pela força de ação política e poética das palavras. “As palavras estão constantemente criando nossos corpos, nossas formas de agir no mundo, e por isso pensamos numa plataforma que investigue artisticamente essa performance. O que nos interessa é como a representação cria mundos e não como ela o substitui. Neste sentido, o mote Volta à Futuridade nos ajuda bastante, pois ter o Futuro como um horizonte é uma maneira de trazer sua força para o presente, e me parece que esta é a grande disputa que vivemos nesse momento no país, mas certamente de maneira global. Estamos num momento em que nossas relações políticas e sociais passam decididamente por questões contrassexuais, ecológicas e mesmo o reconhecimento do inorgânico”, observa Felipe Ribeiro. “Nós estamos especialmente interessados em como a arte lida com essas ambivalências e em como agrupamos num festival ações que ao mesmo tempo experimentem outros modos de vida e nos suscitem afetos e questões sobre outros pontos de vista”, completa Cristina Becker.

Atos de Fala, uma iniciativa inédita alinhada às tendências artísticas mundiais, realizou a sua primeira edição em 2011 e, a segunda, em 2014, no intuito de consagrar as palestras-intervenções e os video-ensaios no cenário artístico nacional. As palestras-intervenções encontram uma dinâmica própria ainda pouco explorada no país, tanto pelos artistas quanto pela academia. Tendência mundial no campo da performance, elas são híbridos de obra e processo, onde o artista percebe que sua consciência do movimento, as maneiras e caminhos de se utilizar da tecnologia são potenciais elaborações teóricas. Outra plataforma presente no festival, os videos-ensaios são considerados o correspondente das palestras-intervenções no audiovisual. Asesculturas­-arquivos são trabalhos historiográficos da palestra­-intervenção realizada no dia anterior. Cada artista pode intervir nos rastros de sua palestra-­intervenção, rearrumando­-os, adicionando materiais, inclusive de mídia, e até mesmo retirando outros que não importem à feitura da escultura­arquivo. A idéia é que esta peça remeta ao acontecimento do dia anterior (arquivo) mas seja uma peça autonoma na medida em que mesmo quem não esteve presente à palestra-intervenção possa apreciá-la (escultura).

Atos de Fala 2016 conta com o patrocínio do Governo do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura, da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e da Oi, e apoio do Goethe Institut Rio, Instituto Italiano di Cultura Rio, Consulado Geral da Suiça Rio, Oi Futuro e Oi Kabum!


Programação  AdF.16
 
Oi Futuro Ipanema
Rua Visconde de Pirajá 54, Ipanema, Rio de Janeiro – tel. 3131- 9333 – Entrada Franca
 
Galeria 1 (1º andar)
13 (sexta) a 22 (domingo) de maio, de terça a domingo, 13h às 21h, classificação etária: livre
Vida-Veste-Ruídos, videoensaio de Flavia Naves e Sebastian Wiedemann.
Uma correspondência entre dois amigos. Uma performer envia uma carta pelo correio para um cineasta que só pode lhe responder com imagens e sons.
A Conversa InfinitaSala Escura, instalação de Alexandre Veras.
Em travesseiros brancos colocados sobre a parede da galeria, nos quais estão acoplados aparelhos de áudio, são reproduzidas 80 conversas sobre o cansaço.
 
Galeria 2 (3º andar)
 14 de maio (sábado), 18h, classificação etária: 14 anos
Gentileza de um Gigante - viagem a uma planície enrugada, palestra-intervenção de Gustavo Ciríaco.
Concepção e direção: Gustavo Ciríaco.
Performance & colaboração: Natália Viroga & Gustavo Ciríaco. Desenho de luz: Santiago Tricot.
Cenografia: Juan Pablo Campistrous.
 Apoio: Programa Iberescena Criação Dramatúrgica e Coreográfica Em Residência 2016.
 
 
Um homem, uma mulher e o mudo recriado sobre uma superfície. A performance acontece a partir do manuseio de pequenas paisagens efêmeras, montadas em cena com a manipulaão de materias industriais. O domínio entre humano e natureza esbarra no inominável, no incapturável. O que a paisagem representa para a dimensão humana?
 
15 (domingo), 13h às 21h, classificação etária: livre
Escultura-Arquivo de Gustavo Ciríaco.
 
17 de maio (terça)
13h às 21h – Escultura-Arquivo de Gustavo Ciríaco, classificação etária: livre
18h – Jogo de varetas, um livro de guerra, palestra-intervenção de Manoel Ricardo, classificação etária: livre.
“Ler é fazer o corpo trabalhar” (Roland Barthes). Um convite ao público para participar de um jogo, com vários exercícios para o corpo e uma série de modos de ler. Jogo de varetas, um jogo de Guerra, será realizado em um círculo sem centro com 11 cadeiras, um foco de luz de bico. Público e propositor estarão em busca do foco de luz.
 
18 (quarta) e 19 de maio (quinta),
13h às 21h, classificação etária: livre
Esculturas-Arquivos de Gustavo Ciríaco e Manoel Ricardo.
15h – Ectoplasma, palestra-intervenção de Luísa Nóbrega, com participação de Helena Lessa e Julia Pombo, classificação etária: livre.
Uma performer-médium repete palavras pronunciadas por alguém do outro lado do oceano.
 
20, 21 e 22 de maio (sexta a domigo)13h – 21h, classificação etária: livre
Esculturas-Arquivos de Gustavo Ciríaco, Manoel Ricardo e Luísa Nóbrega.
 
 
MAR – Museu de Arte do Rio
Praça Mauá, 5, Centro - Rio de Janeiro – tel. 3031 2741.
20 (sexta), 19h, e 21 de maio (sábado), 18h, entrada franca (distribuição de senhas: 1h antes do início do espetácul0), classificação etária: 12 anos
Supernatural, de  Simone Aughterlony, Antonija Livingstone & Hahn Row
Observar o sobrenatural concede acesso a um corpo caleidoscópico compartilhado. Humanos e não humanos atuantes acampam em um terreno rosa quente sob um céu fluorescente grande e arregalado. Com machados, madeira, violino, eletrônicos e o corpo nu, Simone Aughterlony, Antonija Livingstone e Hahn Rowe encenam um inquérito sobre algumas questões vibrantes. Um debate quente sobre a ecologia política das coisas. Qual a diferença entre ser excitado, ser excitante e ser excitado­ com?

Criação & Performance: Simone Aughterlony, Antonija Livingstone, Hahn Rowe
Conceito: Simone Aughterlony. Som: Hahn Rowe
Conselho Dramatúrgico: Saša Bozic, Jorge León. Figurino: Antonija Livingstone, Judith Steinmann. Desenho de luz: Florian Bach. Diretor técnico: Ursula Degen
Gerência de Produção: Nicole Barras, Michael Nijs
Agradecimentos: Vladimir Miller, Anna Mülter, Lucie Tuma, Tobaron Waxman
Produção: Simone Aughterlony / Verein für allgemeines Wohl
Coprodução: Gessnerallee Zurich, HAU Hebbel am Ufer Berlin, Künstlerhaus Mousonturm Frankfurt, Theater Freiburg
Apoio: NATIONALES PERFORMANCE NETZ (NPN), fundo de coprodução para dança, financiado pelo Comissário de Cultura e Mídia do Governo Federalcom base numa decisão do Bundestag alemão, Stadt Zürich Kultur, Kanton Zürich Fachstelle Kultur e Conselho de Artes Suiço Pro Helvetia.

Turma Ok
Rua dos Inválidos, 39, Centro – tel. 3177-0181
22 de maio (domingo), 20h, R$ 20,00, classificação etária: 18 anos
Shisnayder show, performance de Sharon Shisnayder.
 
 
ATOS DE FALA
Direção Geral: Cristina Becker e Felipe Ribeiro
Diretores Artísticos & Co-Curadores: Cristina Becker e Felipe Ribeiro
Produção Executiva: Patricia Bárbara
Diretoras de Produção: Renata Pimenta e Catarina Saraiva


Patrocínio: Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e Oi.
Apoio: Goethe Institut Rio, Instituto Italiano di Cultura Rio, Consulado Geral da Suiça Rio, Oi Futuro e Oi Kabum!
Parceria: MAR – Museu de Arte do Rio
Realização: Oi Futuro, Pig Soluções
Share this article :
 
Copyright © 2015. antigo.Cinesom. Jornalista Responsável: Elisabete Estumano Freire.